quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Que noite linda hoje nos encontramos

  Mensagem psicografada no AK em 26/9/18


Que noite linda em que no hoje nos encontramos! Como é maravilhoso presenciar esse espetáculo divino onde enxergamos energias amorosas que emana das mãos abençoadas de todos os trabalhadores do bem! Trabalhadores espirituais e trabalhadores materiais. Todos sintonizados por uma perfeita simbiose; ligados entre si por um sentimento comum: o amor. O amor pelos irmãos
Aqui vocês dão passagem, emprestando-se de forma nem sempre confortável para que esse resgate seja concretizado.2
Vocês já se perguntaram como conseguem dedicar tantos sentimentos fraternos a esses irmãos, muitas vezes em situação tão deplorável? Pois eu lhes respondo: o fazem porque já tiveram na situação em que eles se encontram agora. Se se compadece do assassino que aqui se manifesta, é porque sabem que outrora o assassino foi você. E que talvez não estivessem aqui se não houvesse quem se doasse e se dedicasse à sua redenção.
Como se afeiçoam os seus próprios obsessores? Como conseguem perdoá-los de todo o coração por todo o mal que quiseram ou conseguiram lhe causar? Perdoam e oram por eles. Desejam os melhores votos de energias benfazejas. Não o fazem por serem santos, mas porque sabem, talvez inconscientemente, que também já lhe desejaram muito, mas muito mal. E sabem que quando se está na erraticidade os sentimentos inferiores acabam por afastar deles todo sentimento de compaixão. E sentem-se na obrigação de retribuir.
O que eu quero deixar aqui hoje, nesta noite, é que vocês não estariam aqui hoje, meus irmãos, se não houvessem galgado tantos e tantos passos nos caminhos trevosos. Não estariam aqui se já não tivessem travado batalhas escusas, se já não houvessem compactuado com o que é mau.
Se destina amor a quem seu brio humano deveria detestar não é porque seja tolo, mas porque sabe que outrora você precisou, e muito, da compreensão alheia para manter-se de pé.
Se hoje são tomados por provas é porque ainda há em vocês a possibilidade de melhora. E quanto mais doam-se aos irmãos em situação delicada, sabem que de sobre seus pés são retirados inúmeros espinhos.
Vivendo assim vocês estão cada vez mais retirando as pedras de suas existências futuras, em vidas onde as provas dolorosas não serão tão sistematicamente necessárias. Ao contrário, serão cada vez mais instrumentos da Regeneração alheia.
Um alerta: vigiem meus irmãos, vigiem seus atos, vigiem suas palavras, vigiem os seus pensamentos. A Regeneração bate à porta. O Amor e a retidão são a chave para a transição. Estão todos prontos para usá-la?
Com amor Mensagem psicografada no AK em 26/9/18


quarta-feira, 26 de setembro de 2018

dediquem-se com vontade, alimentando o sonho de habitar e conhecer planos melhores, pois esta será a recompensa dos completistas ou dos equiparados.


 As emoções e sentimentos vivenciados nas camadas superiores são indescritíveis e incomparáveis a qualquer parâmetro terreno que possamos ter.


Todos estes anos tenho tentado entender a plenitude e abrangência do universo. As muitas moradas já anunciadas pelo Mestre em sua vinda à Terra, desafiam nossos conhecimentos e a capacidade da imaginação. Planos sobrepostos, às vezes tão próximos, mas ao mesmo tempo tão distantes. As emoções e sentimentos vivenciados nas camadas superiores são indescritíveis e incomparáveis a qualquer parâmetro terreno que possamos ter. Meus irmãos, dediquem-se com vontade, alimentando o sonho de habitar e conhecer planos melhores, pois esta será a recompensa dos completistas ou dos equiparados. Cientes da transitoriedade de sua estada no plano terreno, conseguirão se abstrair dos vínculos e problemas de ordem material, que são futilidades perto de nossa eternidade. Lembrem-se de seus deveres e obrigações e sempre guiem-se pelos ensinamentos do Mestre. Nunca desviem do amor e da caridade, para que no futuro se rejubilem com as maravilhas das moradas superiores."



Mensagem psicografada  17/09/18, na U.E.Allan Kardec:

urgente

Urgente??





Porque correr tanto perdendo oportunidades da vida.
Levantamos e saímos em desabalada carreira, muitas vezes sem nem ao menos agradecer ao Senhor do universo, ao Senhor da vida o dom da vida e a oportunidade tantas que Ele nos proporciona.
Muitas vezes nem nos lembramos como nosso dia foi bom, quantos presentes nos foi dado, quanto amor Deus nos enviou das mais diversas formas, pelos nossos amigos, por familiares e assim a vida vai.
Quantas vezes você olhou para o céu hoje, olhou para os pássaros, para asa flores, para seu amigo, para o amor.
Ó Deus quanta perda de tempo.
Se eu soubesse antes, não perdia tantas oportunidades, mais fazer o que?
Espero uma nova chance.
Obrigado.
​​​​​​​​Luíz Carlos

SEJAMOS AMOR EM TODAS AS ESTRUTURAS DA NOSSA CONSCIÊNCIA


Sentimos primeiro e agirmos depois é a mais sensata das ações plenificada no amor do Cristo. Sejamos amor em todos os ambientes da nossa consciência.



Quando envolvemos os sentimentos, damos a permissão para que o outro nos fale. E o que assimilamos é consequência desse entendimento do qual direcionamos e, teremos como aprendizado tudo o que revela diante de nós mesmo.
Sabemos que o outro é a nossa permissão.Abrangente é essa ligação, como tem sentido dentro das nossas possibilidades de amar.
Nesse segmento de acomodação generosa vamos conseguindo aprender a ser as nossas próprias conclusões. Seremos o outro em nós e mais abrangente e revelador do que seria na mesma circunstância em que  apresentamos.
Seguindo dentro das possibilidades amorosas em serviço do bem, tem sentido as indagações das incertezas perante a vida no segmento e nas interpretações que seguimos perante ela.
Não teria sentido se não aprendessemos e fossemos  corrigindo as agruras da vida.
Quando interpelamos na segurança das propriedades que possamos conhecer, se na maioria, vamos percorrendo os sentimentos contrários e nossa trajetória vai seguindo as penosas manifestações ocultas, dá-nos a sensação de insegurança nas conquistas e verdades e, adentramos no trajeto abominável da vida, que seria sem  segurança e, vamos projetando para os descaminhos das sensações que assemelha as verdadeiras alegorias dos tempos manifestos.
Na temporalidade das comunicações vamos percebendo que os momentos é de grande revelia perante a imortalidade do ser.
É nesse percurso que o sujeito enumera as propriedades da intelectualidade que sugere, sente e sabe. Nas percepções esse amor adentra nos sentimentos profundos, percebe o lado bom, projeta para si e, deixa que o outro traga o que de bom conquistou.
Nesse patamar de amor consegue compreender que o amor nada julga, só acolhe e ama na sutileza do sentir, enamorando-se de contentamento, nas esferas do linear das conquistas consciências,
 buscou e encontrou nele a segurança da vida que sugere inúmeras possibilidades altruísta de amar.
Seremos importantes se nas conquistas originadas do amor, soubermos que  caminha ao nosso lado o nosso irmão de desventuras. Somos iguais na imensidão do sentir, que apaixonou-se pela vida , pelas cores do arco-íris na dimensão do amor, da chuva e das flores do jardim das existências.
Quando tudo isso sedimentar em nossos corações é chegado o momento de fluidificação das conquistas internas almejadas. Sem tantos ajustes seguiremos como os pássaros no céu em busca da imensidão e da liberdade do querer.
Na sutileza do amor que tudo espera e acalma seremos os tarefeiros da última hora nós espaços e nos profundos sentimentos que alcançamos no amor.
Saberemos o real significado da vida e que não há limites no aprender. Quando distanciamos não aprendemos e ainda trazemos indagações fúteis e sem a menor percepção e, deixamos que o não tome conta de nós. Não podemos deixar que isso aconteça, pois o avançar é contínuo e incessante.
Nas dimensões do sentir é que vamos diferenciando o agir e tornamos mais leve e simples o simples ato de agir. Não podemos inverter a normalidade dos nossos atos, pois assim teremos que ajustar padrões egoístas que não nos diz respeito mais.
Sentimos primeiro e agirmos depois é a mais sensata das ações plenificada no amor do Cristo. Sejamos amor em todos os ambientes da nossa consciência.
                            Charles   Portal da Luz, Psicografia 23/09/2018

domingo, 23 de setembro de 2018

observem as pessoas, vocês verão flores nelas



Boa noite minhas irmãs de Alma e de coração. Nesta nova estação que se inicia observaremos não tão somente as mudanças climáticas e a beleza sem fim da natureza, como também perceberemos uma mudança encantadora e muito feliz em nosso interior, que trará muita luz e harmonia para as nossas e vossas almas.
          Digo nossas e vossas almas, para lembrarem sempre da conexão que existe entre nós e vocês. Com o passar dos dias vocês sentirão uma energia diferente e um calor indescritível, que ao mesmo tempo que aquece, refresca.
Essa energia "de tempero", vamos dizer assim, será o equilíbrio que vocês, irmãs queridas, serão agraciadas pelos vossos esforços, para sentirem, absorverem ao experimentarem dessa maravilha de mudança energética, sabendo como é, saberão exatamente como repassá-las para todos que precisam. Os necessitados e merecedores desta recepção serão selecionados por nós. Cabe a vocês, manterem-se em harmonia, comunhão de pensamento, disciplina e fé.
          A intuição vira do alto como um flash de luz e de cores, vocês perceberão como um calor inexplicável, que precisará ser imediatamente transformado em acolhimento, consolo, compaixão e conforto para o próximo necessitado. Isso será uma forma singela e ao mesmo tempo soberana de manifestação de amor.
           Esse exercício, oficina, como vocês dizem ocorrerá nesta casa de amor, mas já se inicia em todos os lugares por onde passarem (alertas ou em repouso, durante o sono).
           Esses lugares são suas próprias casas, ambientes de trabalho, nas ruas, nos bancos, nos supermercados... Em tudo.
          Observem as pessoas! Vocês verão flores nelas, observem! Observem as pessoas como flores, se desabrochando nesta estação, se mostrando, para ficar para sempre, aqui, te ensinando, te ajudando, te presenteando com a oportunidade de despertar todas as capacidades de doação que existe dentro de você, para os outros, mas primeiro e principalmente para você mesmo!      Pegue estas flores, são suas! Cultive-as! Elas terão a importância que você proporcionar a elas.
          São suas! São as flor da vida, do Renascimento, das novas oportunidades, das provas contínuas da misericórdia divina, que te acompanha e nunca te abandona. Cultive seu jardim, cuide de suas flores, ajude os outros a cuidarem e a observarem também suas flores, respeitem os espinhos e sigam em frente.
          As estações se repetirão : primavera, verão, outono, inverno, cada uma com seus recados. Você irá passo-a-passo abrindo sua mente, lendo e sentindo cada linha desses recados, ajudará aos outros e verá lá na frente como o sol brilha eternamente, como as flores não murcham, como inverno é aconchegante e como outono tem cara de quintal de vó: cheio de bons frutos que você colheu e irá então colher com a coletividade do bem que te acompanhou e você conquistou pela eternidade!
          É a beleza e o perfume da vida eterna.
          Sinta.
          Planto hoje mais flores no coração de cada uma de vocês.
          Com cheiro de flor, grande beijo.

É nas confabulações do nosso adentrar íntimo é que vamos conseguindo aprimorar sentidos em que já estamos realizando com várias necessidades de acertos e ajustes para que possamos confabular conosco mesmo, quando ainda fazemos nas primeiras tentativas de cada parte de nossa história de viver.

 
 
 
Avaliando momentos em que estamos em pensamentos em nós mesmos e percebendo que certa limitação vem perseguindo, somos convidados então a entrar no processo de otimização de cada momento em que estamos fazendo ajustes necessários ao conhecimento e entendimento de novas idéias e principalmente das percepções em que adentramos, pois fomos convidados e somos capazes de realizá-las na medida correta e interpretativa do momento.
É nas confabulações do nosso adentrar íntimo é que vamos conseguindo aprimorar sentidos em que já estamos realizando com várias necessidades de acertos e ajustes para que possamos confabular conosco mesmo, quando ainda fazemos nas primeiras tentativas de cada parte de nossa história de viver.
Sabendo de tudo isso conseguiu então sem nostalgias que remete a solidão de nós mesmos, que de quando em quando nos abate, pois ainda somos julgadores de nós mesmos.
Mas sem indagações que distancias das conjecturas da vida, começamos a colocar nas dificuldades o trabalho amoroso do pensar e sentir verdadeiramente o caminhar escolhido.
Sendo então necessário o trabalho interno, que provoca uma série de pensamentos a serem realizados, pois as realizações de agora, preenche e faz buscar as interações das movimentações naturais do processo de conviver e crescer, nas imediações de um Ser novo que provoca todas essas mudanças agora perceptíveis.
É quando adentramos nas imediações do nosso sentir desejado, que provoca as sensações oriundas de um caminhar todo pautado no Amor, por nós e por todo o Ser que também procura em si a ter em momentos de sua existência convívio consigo mesmo, sendo o seu próprio construtor de sentimentos nobres que habita em cada partícula da nossa existência humana, terrestre ou não.
Convictos é todos na criação de um Pai amoroso que não distância de seus filhos e dá oportunidade para evoluirmos e adentrarmos na morada que sempre foi e será nossa.
Com as conquistas das virtudes, que por hora vai desabrochando e escutando o palpitar dos corações internalizados no universo, vai conspirando para as projeções que fizemos em consonância com as nossas atividades diárias que expressa todo o nosso estado de Ser no momento.
Então vamos conspirando a favor de tudo isso e acalentando todas as percepções que advém das nossas vivências cotidianas, vamos ficando mais atentos a essas mudanças já outrora retratadas aqui no processo de construção íntima de cada um.
Não precisamos mais ficar nas lamentações desacordadas como no princípio de tudo. Temos agora as mentes despertas e conectadas nas energias poderosas e acima de tudo amorosa a nos envolver, como no colo de mãe que embala seu mais amado rebento. Somos assim mesmos, extasiados com o pulsar divino que está em nós, vibra dentro de cada princípio criado pelo Criador. Sejam as vozes a desabrochar no infinito Amor.               
                                                                                                      Charles

sábado, 22 de setembro de 2018

Utilizem esta força poderosa e co-criem um Brasil de paz, uma nação de abundância e amor para todos


Almas que não queriam se desprender da matéria, em anos e anos revivendo momentos de dor que atrasou o espírito na caminhada. Foi preciso queimar o passado e, acreditem: das cinzas do passado surge outro Brasil de amor e coração.



Terra abençoada, de encantos mil. Onde, por bondade divina, cantou em seu solo o hino que ainda ressoa nos corações dos filhos seus, que ainda sofre a angústia de uma história construída em dores.
Foi preciso refazer tamanha dor do passado e transformar o passado em cinzas, pois o carma pairava em cada objeto, em cada momento, em cada documento. E quando um passado doído é reduzido a pó, no presente surge nova história . Almas apegadas a tronos, a coroas e a objetos de valor, tiveram que ser retirados à força, seguir a nova vida, pois o tempo para o espírito é outro.
Almas que não queriam se desprender da matéria, em anos e anos revivendo momentos de dor que atrasou o espírito na caminhada. Foi preciso queimar o passado e, acreditem: das cinzas do passado surge outro Brasil de amor e coração .
Coração que é do mundo e este é o destino. Um destino que está nos projetos de Cristo.
Nada poderá deter o amor.              
Nada poderá deter o amor, e assim, cada um de vocês poderá pegar a matéria prima do amor, pois, nada detém o que é real e verdadeiro.
Estejam à vontade, a matéria prima do amor na nossa Terra e neste momento se faz em abundância.
Utilizem esta força poderosa e co-criem um Brasil de paz, uma nação de abundância e amor para todos.
A.C.P.

Mensagem psicografada no Portal da Luz o dia 16 de setembro de 2018