quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Que a alegria das cartas seja bálsamo E que todas as letras sejam sementes Lançadas ao solo com arado, Para sempre fecundadas!





Que o sol interior possa adentrar nos corações de todos os aflitos,
 Que a luz do Senhor possa atingir almas benditas,
Que pelos caminhos padecem dores, dissabores,
Que dilaceram com a perca de amores.
Que a alegria das cartas seja   bálsamo
E que todas as letras sejam sementes
 Lançadas ao solo com arado,
Para sempre fecundadas!
 Gerando flores e frutos com carinho
Saciando os corações das mães
 Florescerão os caminhos,
 Antes emaranhados de espinhos.
Mas hoje, ainda carrega o vazio da perda dos amores.
Nos olhos marejados em profunda dores,
Lágrimas refletindo a angústia da face descaída.
São muitas mãezinhas sofrendo nesta vida.
As dores que chora hoje mãe querida,
 Será sempre bálsamos de luz para a eternidade
Convite ao trabalho, ao labor!
Suas lágrimas serão gotas na terra orvalhada,
Que produzirá o amor.
Pois quando transformar a dor em arado
Seguirás forte rumo a eternidade
Com um outro caminhar  
Com um outro olhar...
Não mais de mãezinha sofredora e amargurada,
Mas de espirito de luz que conquistou o amor que exprime
E então sorrira outra vez,

Brilhando em luz sublime.


Renato

Mensagem psicografada o dia 5 de janeiro de 2018 no CE Portal da Luz Dourados MS

Nenhum comentário:

Postar um comentário