segunda-feira, 25 de setembro de 2017

sentimentos desnecessários poderiam perturbá-lo e impedi-lo ao mais nobre crescimento interior esse que buscas incessantemente a fim de melhorar, na qualidade de aprendiz que convoca a todos os filhos que buscam a paz interior







Na análise profunda de nossos sentimentos estes sentidos seria por ventura o mais benéfico. Essa virtude que por ora se apresenta diante de nós como meio significativo de ensinamentos advindo do Ser Superior esse que já flui de vós e que perpetua a longas caminhadas. Esse sentido, sentir diante de vós possas amadurecer e enaltecer as convicções vindouras no intuito de amadurecer esses sentimentos que por ora convoca a todos a senti-los. Na madureza e nas expectativas formalizadas por ti sentes que a partir das conjecturas que percebidas, mas não convictas e alheia a vontade Superior, poderás dar um novo percurso para eles. Podes agora mover-se no sentido de deixar para trás o que não foi fiel às Leis divinas. Sendo assim sentimentos desnecessários poderiam perturbá-lo e impedi-lo ao mais nobre crescimento interior esse que buscas incessantemente a fim de melhorar, na qualidade de aprendiz que convoca a todos os filhos que buscam a paz interior. Sendo necessário o agir em conformidade com a sua consciência advinda, como já falamos, de percurso existencial de longas caminhadas. É nesse sentido que o jovem aprendiz se sente fortalecido pelos êxitos ao qual passou, pois pode compartilhar de suas experiências sucintas no bem que praticou e no mal que deixou de fazer. E somente com essas indagações internas que podes praticar o que aprendeu e o que não conseguiu superá-las. Mas queridos, a tormenta do pensar pode ser passageira se conseguir entender o que se apresenta diante de ti. As vicissitudes do seu caminhar pode ser generoso com você mesmo desde que se coloque diante de ti com humildade do ser que quer aprender os preceitos divinos. Por ora sabeis que esse esforço é meritório e podes nesse momento iniciá-lo como um Ser Imortal que somos diante de um Pai generoso que busca e aceita seus filhos como são, pois é criação de ambos. Criação esta permitida pelo nosso Pai e permitido por nós que criamos a partir da essência divina que somos.
Nesse contexto de amor elabora-se um dos mais nobres sentimentos o qual me referi no início de nossa fala amorosa.
Dando início ao amor transbordante caminharemos rumo à felicidade interior compreendida por nós e sentida por todos, pois quando esse amor abrangente chegar a todos plenificará todos os entendimentos de tantas vivências angustiantes pelas quais passamos.
Ainda imbuídos nesse nobre sentimento que é o amor sem fronteiras, sem portas, que ocupa todos os espaços, vivenciamos então a felicidade plena. Sem julgamentos, sem adjetivos próprios, mas propensa a satisfações interiores advinda de nós próprios.
Caros irmãos, essa sensação que irá transmutar nossos sentimentos será vindouras e justificável, pois praticamos e vivenciamos o amor. Nobre sentimento que agora se justifica todos os demais sem perder a importância dos outros, mas como disse justificável perante os demais.
Nessa imensidão de sentidos enobrecidos pelo caminhar reto e iluminado terás o alívio perante todas as mazelas que um dia experienciou. Deixando o mais puro amor que consigo a vós, estamos em evolução a busca de um reino confortador e abençoado no esplendor das luzes que agora reflete em vossos rostos de amor a verdadeira plenificação do Ser Imortal.

Charles

Nenhum comentário:

Postar um comentário