quarta-feira, 30 de março de 2011

BUSCANDO DEUS





Quem nunca sofreu as dores
Quem nunca teve aflição? E é nesta hora amarga
Que busca o Pai querido
Rumo a renovação.
Quem já cresceu nos penares
Quem já brilhou nos pesares
Purificou-se nos prantos?
Quem louvou o Pai no canto
Na música que acalma
E quando o sol nasceu agradeceu mais um dia
Linda manhã que nasceu.
A prece que acaricia
A toda alma aflita
Também nos momentos de gloria
Buscar o Pai no infinito.
Benditas almas que cantam
Benditas almas que oram
Benditas vozes que buscam
O Mestre a qualquer hora
As lágrimas, dores e prantos.
Com certeza vão embora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário